Gatinhos? Adoroooooooooooo

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

FINAL FELIZ PARA JULIE



Como DEUS e SÃO FRANCISCO são Grandiosos!

Tudo acabou maravilhosamente BEM! Foi de chorar!

Só quem viu a cena pode dizer o quão emocionante e intenso foi o reecontro de amor de um bichinho com sua dona.

Não vou por a frescura de tutelado e tutor, acho isso idiota demais, como a tal estória de afrodescendente, e outras frescuras mais. Desculpem, mas isso é algo que penso e não costumo ser hipócrita ;)

Dono sim e seu amado bichinho, isso sim!

Quando escrevo, quando exercito esse dom que Deus me deu, eu uso o coração e a emoção, e as palavras são as mais honestas, sinceras e diretas possíveis.

Essa é a estória de Lili ou Minhoca, que é como a chamamos depois que ela, desesperada e assustada, entrou pelo meu portão na noite de véspera de Ano Novo, tremendo, chorando e pedindo colo.

Lili encontrou minha casa, guiada por São Francisco com certeza, e achou um abrigo seguro e provisório.

Estávamos minhas duas filhas, meu genro, namorado da outra, meu marido e eu!

Após ter passado um dia de cão, pois tive de ser hospitalizada para exames, após levar um imenso tombo na Rua Benjamin Constant quando eu me dirigia ao mercadão municipal, tendo ficado na Santa Casa para exames de Raio-X e estar totalmente dolorida e literalmente me sentindo atropelada por um Scania, e ter ficado em pé preparando a ceia apesar das dores, perto das 23:00 enfim arrumamos a mesa na garagem de casa para a ceia...

Todos haviam se servido e prá variar faltava eu, mas, uma bolinha de pelo cinzenta entrou chorando, se espremendo entre as grades e veio pedir abrigo para nós humanos.

Claro que demos!

Minha filha a enrolou em um pano grande pois ela tremia muito e a aconchegou contra o peito...Tiramos dela muitos carrapichos perto dos olhinhos, barriga, orelhas. Também tirei algumas pulgas e uns carrapatos...

Sua pata estava machucada e as almofadinhas de uma pata inchadas, inflamadas...ela andou um bocado :(

Minha filha percebeu a barriguinha castrada, seus dentinhos com tártaro, mas estava tosada, orelhas dentro limpinhas...

Eu em pânico já preocupada com a meia-noite, pois todos os anos passo com meu marido segurando meus 2 cachorros maiores que ficam alucinados de medo. Florais, Pasalix, nada adianta :(

Meu marido bravo porque não comi e estava tentando travar de algum modo com tábuas a passagem prá onde ficam os cães maiores, pois um deles é doido e certamente atacaria a Poodlezinha...

Resumo da ópera: Minha filha mais nova e seu namorado entraram...meu marido disse que como sempre eu estragava as coisas, o que me magoou muito e minha filha e o marido ficaram com a cachorrinha e eu fui pro quintal segurar um dos cães enquanto meu marido segurava o outro na guia.

Minutos infindáveis dos odiosos, estúpidos e desnecessários rojões e depois apenas um ou outro perdidos.

O que fazer com a pequenina?

Uma da manhã e minha filha, marido e eu, saindo com a bichinha procurar alguém que a tivesse perdido...poucas casas com gente, ninguém sabia nada e mais, numa das casas me confessaram que haviam enxotado ela por 3 vezes dali, e foi aí que ela subiu a minha rua correndo desesperada atrás de um carro, crianças viram e me contaram.

Voltamos prá casa cansados, eu mal andando e a levei prá um banheiro no fundo da casa e lá tem um puff imenso dentro do box...deitei cansada, com fome e ela do lado, adormeceu...

Cada vez que tentava sair, ela acordava e chorava e eu ficava...

2, 3, 4, 5 da manhã e eu arrebentada ali dentro....Quando deu 6 da manhã precisei ir pra minha cama pois eu não suportava a dor nos locais da pancada.

Ela chorando, latindo, marido bravo, eu mals e não consegui apagar...

Fui buscá-la e a coloquei na garagem, presa num fio comprido onde ela pudesse ir e vir...

Eu estava um zumbi!

Ela passou a manhã ali, até minha filha acordar e dar banho nela.

Após o banho, ela conseguiu fazer um xixi e um cocô...

Aí a colocamos dentro de casa com a minha outra cadelinha e meus gatos.

Muito limpinha, pedia colo o tempo todo, só queria ficar ao nosso lado, mas chorava muito, depressiva, tristinha.....

Ficou amiga da Luna (minha cachorrinha) e dos 6 gatos, apenas latia prá 2 que ela não foi com a cara, kkk...

No sábado e domingo dormiu comigo num colchão na sala, grudadinha.

Comia ração misturada com carninha branca, ração pura não queria...

Mas mesmo com todo amor e atenção que ela teve aqui de sexta até hoje cedo, não parou de chorar baixinho....de saudade de sua casinha.

Passei mail pros amigos, prá Gazeta, Tribuna, e hoje (03/01/11), quando os radialistas das A.M.s retornaram, liguei no programa do Vanderlei Albuquerque na Difusora e pedi que anunciasse a cadelinha.

Meia hora depois recebi um telefonema de uma mulher, dizendo que havia perdido sua cadelinha no Natal....ela viajou e seu marido descuidou-se e ela escapou.

Disse que chamava Julie e eu e minha filha a chamamos e ela levantou as orelhinhas.

Meu coração já ficou 50% com mais esperanças de que fosse mesmo a dona...

Perguntei se ela viria logo e ela disse que ela iria pedir carona a alguém e viria.

Veio! Do portão avistou a Julie e começou a chamar, muito feliz...

Fui abrir o portão e fiz entrar em casa. A cena foi memorável!

Ela pegou Julie no colo e a cadelinha a lambia, dava muitos beijos, latia, chorava, dançava nas suas mãos...

Ficou tão excitada, nervosa, feliz, que lavou sua dona com uma baita vomitada, kkk...

A irmã de Malu (dona da Julie) tentava pegar ela e ela endurecia, deitava a cabeça nos ombros de sua dona e não saia...

Eu já estava explodindo de alegria e tristeza ao mesmo tempo...chorei muito de emoção.

Ela me agradeceu muito, contei como foi desde que ela apareceu e implorei que ela coloque coleira com plaquinha com o nome da Julie e o fone dela.

No fim queria saber quanto me devia, magina....fiz por puro amor, mas contei sobre a cadelinha Esperança e pedi que ela levasse ali na clínica alguma doação..

Ela me deixou aqui 40 reais prá Esperança!

Fiz algumas recomendações finais e pedi o endereço e se eu posso visitar a Julie...afinal, acabei me apegando a ela...dormimos juntinhas, dei muito colinho e carinho e ficava dizendo a ela que ela estava protegida aqui...

São Francisco me pregou uma boa na véspera do Ano Novo, mas também remediou dois dias depois ;)

Agora hoje ela já vai dormir na sua casa, andar pelos seus cantinhos favoritos, certamente sua dona vai dormir agarradinha com ela e todos estão felizes, principalmente Julie, que não estava entendendo nada, perdida, insegura, tristinha.

Obrigada a quem tenha repassado meu pedido desesperado por ela.

A agitação e a emoção foram tantas que nem tiramos foto do reencontro, mas fiquem com a carinha linda dessa menina que enfim, voltou sã e salva pro seu lar, e que todos os que estão perdidos por causa das festas, dos rojões, dos descuidos, tenham a mesma sorte.






Monica – Alguém que acredita que se todos fizessem um pouquinho por eles (bichinhos), não existiria tanta dor e maldade contra eles.

Piracicaba - 03/01/11

7 comentários:

  1. Fico tão feliz quando se consegue achar a dona!
    Fico imaginando a alegria de todos, inclusive da Julie!
    Parabéns por ter cuidado dela com tanto carinho e Deus lhe abençoe pela dedicação!

    ResponderExcluir
  2. Monica
    Esse gesto só poderia partir de voce,
    que é mesmo essa pessoa maravilhosa, não somente no que se refere aos animais, mas também aos seres humanos.Esquecendo todos os sofrimentos anteriores, voce se entrega de corpo e alma para acudir a todos os seres vivos que necessitam de ajuda. Deus está sim com você, porque você merece. Mas nunca se esqueça que precisa antes de tudo se cuidar, para poder cuidar de outros!
    Esta é minha opinião e a de todos que a amam muuuuuuuuuuuuito!
    Beijossssssss
    madrinha

    ResponderExcluir
  3. Puxa! Fiquei emocionada, chorei só, ao ler esta experiência, este ato tão humano e próximo a Deus. Muitas bênçãos para você e sua família.

    ResponderExcluir
  4. Oi Teresa!
    É, as coisas vão se amontoando no meu caminho prá que eu as resolva, mas graças a Deus quase sempre acabo tendo muita luz divina, de São Chiquinho e ajuda de pessoas maravilhosas que não me desamparam. Eu ter podido entregar a Julie prá sua dona, sã e salva, foi gratificante. Espero que agora eles coloquem uma coleira e uma plaquinha com o nome da Julie e o fone da casa ;)
    Obrigada :)

    ResponderExcluir
  5. Bel Dindinha, kkk!
    Eu me cuido!!! O duro é ser desastrada, e acabar sempre me machucando, kkk!
    Mas eu acho que ainda vou viver uns bons anos prá ajudar os que precisam. Ao menos espero estar ainda com bônus no placar ;)
    Beijo!
    Afilhadinha, kkkkkkkkkkkkkkk!

    ResponderExcluir
  6. Luzia! AMÉM AMÉM AMÉM!!!!
    É tudo o que preciso, bençãos prá mim continuar tendo saúde e poder ajudar os bichinhos e alguns seres humanos e bençãos prá minha família que me atura do jeito que sou, desesperada e meio doida quando vejo alguém ou algum bicho em apuros!
    Valeu :)

    ResponderExcluir
  7. jehsicapinheiro@hotmail.com11 de janeiro de 2011 14:28

    oiii
    você poderia me ajudar a divulgar a foto de um cachorro q encontrei?preciso achar um dono pra ele pq aqui em casa tá com 3 já e eu não tenho mais onde por e minha familia quase ta querendo me expulsar!uaishiadhsiudhiaud
    se puder,entra em contato!

    ResponderExcluir